A Arte e Forma faz instalação e venda de gesso, decoração, divisórias, drywall, sancas e forro na Zona Oeste, São Paulo - SP

Telefones

(11) 3766-2254
(11) 9 4938-6114

Horário de funcionamento

Seg-Sex 08:00 - 17:30
Sábado   08:00 - 13:00

Drywall economiza 50% do tempo na construção civil

aef_gesso

Muitas pessoas, ao começar uma obra em sua casa ou escritório, logo pensam em quanto tempo vai demorar para concluí-la. Isso porque a bagunça tradicional de qualquer reforma é um ponto negativo que desestimula muita gente, mas é possível resolver isso: com o drywall, a sua construção civil acaba em metade do tempo. Aprenda agora porque o uso do drywall acelera tanto o término da sua obra e como funciona sua aplicação.

Drywall e economia de tempo na construção: o que ele é?

O drywall economiza tempo na construção civil tanto pela sua facilidade em ser aplicado quanto pelo seu material: ele é feito de gesso. Dependendo do projeto final, os pedreiros podem incluir alguns produtos químicos extras para que a placa tenha certas características.

Essa placa pode ser colocada no teto ou ser usada no lugar de paredes, favorecendo também o projeto de design do espaço. É possível encontrar o drywall no acabamento de diversos tetos e, muitas vezes, os escritórios optam pelo uso dessa placa como divisórias de ambiente.

Por que o drywall economiza 50% do tempo na construção civil?

O drywall é capaz de economizar 50% do tempo na construção civil devido à facilidade de produção e de aplicação: inclusive, é por causa disso que tantas empresas optam pelo uso do drywall em suas obras na hora de dividir os ambientes.

O tempo necessário para produzir uma parede de alvenaria é grande: é preciso preparar corretamente o cimento, colocar todos os tijolos do modo planejado, garantir que eles estejam totalmente fixos com a argamassa, etc. Por outro lado, a aplicação do drywall é absolutamente simples: com a placa de gesso pronta, o pedreiro só precisa fixá-la no lugar onde haveria uma parede.

Importante dizer que a retirada da parede feita com drywall também é muito mais simples. Quando se trata de uma parede de alvenaria, é obrigatório derrubar todos os tijolos, o que demanda cuidado e muito mais tempo. Se houver drywall como divisórias, basta retirar a placa de gesso.

Drywall e economia de tempo na construção civil: em que ambientes ele pode ser aplicado?

A economia de tempo com o drywall pode ser aplicada em ambientes profissionais e residenciais. Cabe ressaltar, todavia, que as empresas são campeãs em utilizar esse recurso na sua obra, já que existe a pressa em deixar o ambiente de trabalho pronto para que não exista prejuízo.

Porém, é preciso ter cuidado extra quando o ambiente é naturalmente úmido, como jardins, cozinhas ou banheiros. A razão é que determinados tipos de drywall ficam bem danificados por causa da umidade, sendo necessário fazer a sua substituição mais cedo.

Não é proibido usar o drywall em um banheiro ou cozinha, desde que o cliente mencione isso ao pedreiro a fim de que se usem os aditivos pertinentes: com isso, a placa de gesso ficará muito mais resistente à umidade e a sua vida útil será ampliada.

Drywall e economia de tempo na construção civil: outras vantagens

Os usuários que escolhem o drywall para a sua obra também se beneficiam de outras formas, como gastando menos na edificação, o que se explica pela ótima vedação da placa de gesso.

Dependendo do tipo de drywall pelo qual o cliente optar, fica mais fácil modificar o projeto arquitetônico. Quando se utiliza alvenaria, qualquer mudança no projeto se torna mais difícil porque envolve estruturas fixas e que precisariam ser derrubadas. Como o drywall tem mais flexibilidade, fica mais simples fazer modificações caso se tenha algum problema durante a construção.

O drywall também é muito mais sustentável que a alvenaria: quando alguém decide retirar uma placa de gesso, ela pode ser reutilizada em outros projetos. Caso as medidas daquela placa não sejam adequadas ao novo projeto, é possível destruí-la e criar uma nova placa de gesso.

A espessura de uma parede feita com drywall é muito menor do que a espessura da parede feita com alvenaria. O resultado disso é menos espaço desperdiçado: os ambientes que são divididos por meio da placa de gesso se tornam mais amplos porque todo o seu espaço útil fica disponível.

Drywall e economia de tempo na construção civil: como é a decoração

O drywall possibilita vários tipos de decoração no ambiente: é possível fazer aplicações de texturas, de tintas, pendurar quadros, etc. Contudo, é preciso ficar atento quando se trata de pendurar qualquer coisa nessa parede: haverá lugares adequados para que os furos sejam feitos e deve-se sempre confirmá-los com o pedreiro.

Drywall e economia de tempo na construção civil: quem aplica?

Os clientes podem solicitar a qualquer pedreiro a instalação do drywall e, se ele não fizer esse serviço, é possível procurar por empresas de gesso, que costumam preparar o drywall e até instalá-lo. É importante lembrar que há normas técnicas para a aplicação.

Consumidores se rendem à praticidade do drywall

aef_gesso

Quanto mais simples for uma obra, melhor: a maioria das pessoas não gosta de ter materiais de construção no meio do caminho e de todo o transtorno que isso causa. Para conseguir modificar um ambiente ou construi-lo com mais rapidez e praticidade, a solução é recorrer ao drywall, que é uma opção aprovada por diversas pessoas. Veja aqui porque os consumidores se renderam à praticidade do drywall e use-o em sua próxima obra.

Praticidade do drywall: por que ele é prático?

O drywall é prático porque ele é colocado já pronto no ambiente em questão, sendo feito de gesso. Os pedreiros, normalmente, já trazem a divisória de drywall pronta (ou a placa para ser colocada no teto) e só a fixa, de acordo com as normas técnicas exigidas.

Para visualizar melhor a praticidade do drywall, é só compará-lo à estrutura de alvenaria: para levantar uma parede desse tipo, por exemplo, é necessária a preparação da argamassa, a colocação dos tijolos, a aplicação da argamassa sobre eles, o acabamento, etc. É fácil notar que a construção com argamassa demanda muito mais bagunça e tempo, coisas que se evita com o uso do drywall.

Essa estrutura também é mais prática na hora de ser retirada: caso aquela divisória já não seja necessária, é fácil tirá-la e não há toda a sujeira da derrubada de uma parede de alvenaria. Outra vantagem é que ela não prejudicará a sustentação do ambiente: por outro lado, derrubar uma parede de alvenaria pode resultar até na queda do teto.

Praticidade do drywall: excelente para decoração

É bem prático fazer decorações no drywall e, aliás, é importante desmistificar a ideia que alguns têm de que essa estrutura não pode ser decorada. É possível pendurar diversos enfeites e quadros, é possível pintar o drywall de qualquer cor, fazer aplicação de massa de textura e muito mais.

A respeito das tintas e das texturas, não se tem nenhuma observação, mas existem reservas a respeito dos furos nesse tipo de placa de gesso: ela tem mais fragilidade que a alvenaria e, por isso, não se pode pendurar um quadro em qualquer lugar.

Logo que o drywall é aplicado, o consumidor tem de perguntar ao pedreiro ou à empresa que o fabricou onde pode fazer os furos necessários. Com relação a aberturas para colocar interruptor e lâmpadas, elas já vem prontas: antes de se fabricar o drywall, o profissional faz as medidas e, com a orientação do cliente, determina onde as aberturas mencionadas devem ficar.

Praticidade do drywall reflete na aceleração da obra

Por causa da praticidade na fabricação e aplicação do drywall, ele também é muito usado para acelerar o término da obra: em alguns casos, é possível reduzir o prazo do projeto pela metade. Os motivos incluem a dispensa de usar tijolos e argamassa, materiais que demoram mais para ser manipulados, sem contar que a argamassa precisa estar totalmente seca.

Com relação ao drywall, leva pouco tempo para a sua instalação: a empresa especializada faz a placa de gesso e o profissional fixa-a no ambiente de forma muito mais rápida. Sendo assim, uma obra que duraria seis meses sem o drywall pode ser finalizada em três meses, aproximadamente.

Praticidade do drywall: dicas para usá-lo

O fato de o drywall ser tão prático faz com que muita gente o inclua em sua reforma ou construção e não se informe tão bem sobre o material. Por isso, cabe lembrar o que segue.

Procurar por produtores de gesso de confiança

Ninguém escolhe um pedreiro inexperiente para levantar uma parede por saber que, se ela cair, toda a estrutura da construção estará comprometida, além da possibilidade de se machucar alguém. O uso do drywall também demanda critérios: as empresas que fabricam a placa de gesso e quem as instala deve ser experiente e conhecer as normas técnicas de segurança.

Pedir garantias

A fabricante do drywall deve oferecer garantia ao cliente, assim como o aplica. Vale a pena fazer uma pequena nota dizendo o tempo de garantia e pedindo para que o pedreiro assine-o. Isso é dispensável, porém, quando a própria fabricante do drywall faz a sua instalação.

Informar o cômodo onde o drywall será aplicado

O drywall pode ser bem sensível à umidade, a menos que sejam colocadas substâncias aditivas nele para fortalecimento. Sendo assim, o consumidor deve dizer ao pedreiro e à fabricante da placa de gesso onde ela será usada: se for na cozinha, na área de serviço, no banheiro ou em áreas externas, é preciso esse aditivo porque são regiões mais expostas à água.

Ter atenção à forma de limpeza do drywall

Uma vez entendido que o drywall pode ser bem sensível à umidade, deve-se usar a forma de higienização indicada pelo pedreiro ou pelo fabricante, evitando aplicar água diretamente nessa parede ou teto.

Como contratar gesseiro

aef_gesso

O gesseiro deixa a obra mais bonita e bem-acabada, mas é preciso contratar um bom profissional. Para isso, não deve pesquisar a procura do mais barato, sendo que há formas para ter certeza que o profissional é qualificado.

Na hora de fechar negócio não escolha um orçamento que com o menor valor é preciso levar em conta outros fatores, como referências do gesseiro ou da empresa que está contratando. O ideal é obter duas referências de trabalhos recentemente que possa avaliar o profissional ou empresa. E sempre vale apena procurar nas redes sociais.

Antes de fechar negócio, é importante conhecer cada detalhes e o prazo da obra deve ser colocada em um contrato com data de início e fim dos trabalhos, além do período de pagamento.
Durante o planejamento, pode haver divergências do que foi combinado no trabalho de gesso, e sem um projeto do que será feito em cada cômodo a situação pode ficar mais difícil. É importante que fique bem claro o que quer.

Vale apena lembrar que não se deve pagar por todo o trabalho antes do fim. O correto é combinar as formas de pagamento de acordo com o andamento do trabalho.

Como contratar gesseiro de qualidade?

O gesseiro faz parte da etapa de revestimento e acabamento, sendo o responsável por preparar o gesso, escolher o molde do material e como deve ser aplicado. Ele, também, pode levantar paredes, divisórias e móveis, rebaixar forros e arrumar as imperfeições. Veja abaixo um revestimento de lareira com placas de gesso e molduras feito pela nossa equipe.

Antes de contratar um, é necessário averiguar locais ou fotos de trabalhos que tenha feito. Procure por referências com profissionais experientes na área de construção. Um trabalho mal executado pode criar paredes onduladas, os forros podem ficar trincados e criar acabamentos ruins que comprometem a estética da obra.

Ele deve se preocupar com o local em que trabalha, protegendo pisos e móveis e impedir o acúmulo de sujeira em excesso, com uma boa limpeza do local depois de terminar o serviço. É importante avaliar se as emendas estão o mais discretas possíveis e se o acabamento possui excessos ou ondulações.

Com a internet, é possível realizar uma boa pesquisa por gesseiros São Paulo qualificados em anúncios, obter a opinião de outros clientes e procurar por fotos. Antes de fechar negócio, é interessante pedir orçamentos com profissionais diferentes e
perguntar que materiais eles usam.

Parede 3D de drywall

aef_gesso

Para usar o sistema drywall não precisa de argamassa para ser construída, diferentemente da alvenaria. Ele é formado por estruturas de perfis de aço e chapas de gesso, sendo que o centro da parede pode ser oca, apenas pela fiação elétrica, sistemas hidráulicos, enchimentos de isolamento térmico e acústico, etc.

A parede em drywall também é chamada de parede de gesso, com o miolo de gesso e faces em papel cartão. Ela é versátil e pode ser feita com curvas, recortes e outras formas de personalização.
O material é leve, barato, de econômico, componentes recicláveis, rápido, com menos sujeira e manutenção simples. Porém possui menor resistência a impactos e possíveis problemas de acústica. Para compensar a desvantagem de resistência, parede de drywall pode ficar mais espessa para maior resistência e reforços com pedaços de madeira ou chapa metálica dentro da parede. Já na acústica, é possível aplicar enchimento de lã mineral de rocha ou de vidro como isolamento acústico. Veja abaixo um trabalho realizado pela nossa equipe.

Parede 3D com Sanca Invertida no Teto

Valor drywal

Estabelecer um valor para orçamento do drywall São Paulo pode ser difícil para marinheiro de primeira viagem, devido ao material necessário para fazer o trabalho, aos montantes e guias. Para calcular é preciso calcular o material para uma parede ou forro de gesso dentro da complexidade do projeto, alterações em quantificação dos materiais e o tamanho a área que precisa ser trabalhada.
Uma parede grande precisará de mais montantes do que uma mesma metragem quadrada somada por paredes pequenas. A quantidade de portas ou vãos muda a quantidade de material, sendo necessário cobrar por toda parede sem descontar os buracos de portas que precisa de mais montantes, parafusos, massa e fita.

Em um forro de drywall, quanto menor for as áreas e mais detalhes houver no forro, maior será a quantidade de material gasto. Muitas pessoas só calculam o tamanho da área a ser trabalhada pelo valor do metro quadrado. Isso pode funcionar, mas para fazer um desconto, é preciso saber exatamente a quantidade de material para não ter prejuízo.

Acústica de parede de drywall

aef_gesso

O isolamento desse tipo de parede depende do objetivo em cada situação. A determinação precisa do cálculo da relação entre o nível de som no ambiente que pode causar ruído, o nível máximo desse som no local, a área da parede e as propriedades acústicas do local que recebe o som.

Ele é um sistema industrializado modular que cria soluções com isolamento acústico em quartos, cinemas e teatros, etc. Para isso, pode modificar a estrutura, a quantidade de chapas usadas, entre outros, que ajudam a proporcionar um alto desempenho acústico. Os materiais devem se adequar às exigências de ambientes específicos que precisam soluções mescladas de alvenaria e drywall.

Preço drywall

Para definir o tamanho e preço do projeto, é preciso saber quanto custa o m2 drywall. Para construir paredes com o gesso acartonado, os valores variam de acordo com a região, mas a média é de:

  • Placas drywall de 12, 5 mm x 70 mm x 95 mm – R$ 70,00 m2;
  • Placas drywall R.F. de 12, 5 mm x 70 mm x 95 mm (resistente ao fogo) – R$ 130,00 m2;
  • Placas drywall R.U. de 12, 5 mm x 70 mm x 95 mm (resistente a umidade) – R$ 100,00 m2;
  • Usada como forros de teto preço do m2 drywall baixa para R$ 55,00.

Mas há outros elementos como o enchimento de lã de vidro que muda a média para R$ 70,00. Também, há a questão da região do país que pode deixar o valor mais caro, sendo que alguns formatos podem não estar disponíveis na região. Além disso, tudo deve ser somado a mão-de-obra, que pode ser de R$ 15,00 até R$ 60,00 em média.

Forro de Gesso

aef_gesso

O forro de gesso é o forro de gesso comum usado em construção civil, sendo chamado, também de “forro em plaquinha”. Ele é composto por placas de tamanhos diferentes com espessura média de 2cm. Essas placas se encaixam umas nas outras suspensas por arame e com emendas unidas com massa de gesso.

Já o drywall é uma construção a seco, pois não usa ou quase não usa água. Ele é comprado vai pronto para a obra, proporcionando uma construção muito mais limpa, sem utilização de argamassa ou outro material.

O sistema drywall vem evoluindo e é uma solução prática e inteligente para a construção de paredes e forros. A estrutura possui perfis de aço galvanizado que sustentam as placas de gesso acartonado de fixação por parafusos.

Forro de gesso acartonado

O forro de gesso acartonado é um acabamento feito com placas de gesso e perfis metálicos. Suas principais vantagens são a rapidez na execução, um material mais leve, facilidade no uso e um bom acabamento final.

Ele é composto por chapas de gesso industriais que são produzidas com a mistura de gesso, água e aditivos e usado em locais em que é necessário um acabamento final mais atual e sofisticado em banheiros, cozinhas, salas, etc.

As placas de gesso podem ser:

  • Placas Standard ST: são usadas em paredes, para elaboração de revestimentos e forros em locais secos.
  • Placas Resistente ao fogo RF: elas são usadas em paredes, revestimento e forros em área secas para resistir ao fogo.
  • Placas Resistente a umidade RU: são indicadas para paredes, revestimentos e forros de locais secos que passam por umidade em tempo limitado.

Forro de gesso para sala

O forro de gesso São Paulo oferece a sala maior flexibilidade na iluminação, valorizando os mobiliários, com amplitude e leveza. Ele favorece a decoração, com aconchego ao ambiente. É ótimo para embutir luminárias, fazer rasgos de luz, instalar pendentes, etc.

Ele é bom para percorrer os fios e encanamentos, como redes de TV a cabo ou com tubulação do ar condicionado. A passagem elétrica e hidráulica fica escondidas no teto, sem quebrar parede ou piso.

Em um forro de sanca fechada, o rebaixamento é nas laterais do forro e a largura depende do projeto ou tamanho do local onde será aplicado. Na sanca invertida a luz é projetada para as laterais do forro, com cortineiros iluminados, com a luz projetada para cortina. A sanca aberta possui uma iluminação projetada de dentro do rebaixo, sem ficar apenas no rebaixo reto. Veja abaixo uma sanca aberta em curva com placas de gesso acartonado e estrutura metálica feito pela nossa equipe.

Um forro de gesso com rasgo de luz possui um forro no mesmo nível onde é feito rasgos para embutir a iluminação, marcando objetos na decoração ou cama.

8 ideias para decorar ambientes com gesso

aef_gesso

As decorações com drywall podem deixar cômodo com a atmosfera desejada: intimista, divertida, elegante, moderna, etc. Algumas dessas decorações podem ser feitas pela pessoa e outras necessitam da ajuda de alguém especializado e, abaixo, você poderá ver 8 dicas para decorar ambientes com gesso.

    1. Criar placas de gesso temáticas

As placas de gesso ou drywall podem ser confeccionadas seguindo uma temática: se é para decorar um quarto feminino com o tema “mar”, por exemplo, é possível pedir para ser feita uma pequena divisória de drywall na forma de uma grande concha. Com essa divisória, cria-se um biombo para que a dona do quarto possa se trocar com privacidade e isso é uma ótima saída quando não se tem uma suíte.

    1. Pintar por conta própria a placa de gesso

Mesmo as pessoas que não são artistas plásticos podem pintar uma placa de drywall para revolucionar a decoração da sua casa. Será igual a pintar uma parede: basta solicitar que o pedreiro instale essa placa de gesso e se informar sobre tintas que fixam bem nesse tipo de superfície.Ressalta-se que esta é uma oportunidade para fazer pintura artística: em vez de apenas passar a demão de tinta de uma cor sólida, vale a pena inovar e desenhar faixas e quaisquer tipos de figuras. Para algumas delas, recomenda-se comprar pinceis um pouco mais finos e eles são vendidos nas mesmas lojas que as tintas.

    1. Utilizar nichos

Os nichos são aberturas nas quais se pode colocar bibelôs ou até pequenas luminárias. Para usar os nichos em drywall de modo inovador, vale a pena recorrer a formatos não tradicionais, como os triângulos ou as formas abstratas. Inclusive os nichos com drywall não servem só para melhorar o design, mas também para aumentar os lugares nos quais se pode colocar chaves e outros itens pequenos.Sobre a confecção desses nichos, basta solicitá-los à empresa que confecciona as placas em gesso. Eventualmente, as lojas podem oferecer divisórias e outras estruturas de drywall já com os nichos preparados.

    1. Não cortar totalmente a comunicação do cômodos

Para quem quer combinar o conceito aberto e uma divisória de drywall, uma “meia divisória” é a indicação. Com ela, é possível dividir apenas uma parte da sala, por exemplo, enquanto o restante continua com o conceito aberto; para deixar essa organização ainda mais interessante, pode-se recorrer a uma parede de drywall que seja mais grossa que o habitual.Esse tipo de semi divisória também cai muito bem quando se trata de dividir a cozinha e a sala: ela pode ficar posicionada de modo que uma parte do cômodo fique fechada e o restante mantenha a comunicação com a sala.

    1. Não ter medo de ousar nas cores do drywall

Há alguns anos, surgiu a moda de pintar uma parede de cor contrastante com as demais, considerando-se isso bastante elegante. A partir de então, não faltaram salas com as paredes brancas e apenas uma delas em vermelho ou quartos em branco com a parede na qual fica a cama pintada de azul.Esse jogo de cores torna mesmo o ambiente mais elegante e é possível usar o drywall para isso. Essa divisão de cômodos não é definitiva: se o consumidor quiser, pode retirar a divisória de forma muito mais fácil do que a retirada de uma parede. Por essa noção de não ser algo permanente, vale a pena ousar.Usar um drywall mais grosso e com cores como vermelho ou amarelo tende a deixar o cômodo mais divertido. Para quem não consegue apostar em cores tão fortes, uma solução é usar o drywall em tom mais sóbrio e aplicar texturas.

    1. Usar luzes no gesso

É muito comum ver em filmes cabeceiras de cama ou prateleiras decoradas com o que parece ser um pisca-pisca, mas com luzes maiores. Esse efeito pode ficar fascinante em uma parede ou divisória de drywall: é só comprar essas luzes especiais, coloridas ou não, e fazer alguns furinhos para colocar ganchos de sustentação e ir espalhando as lâmpadas.Entretanto, é fundamental perguntar a um especialista em gesso em quais lugares do drywall é recomendado fazer os furos.

    1. Apostar no gesso com acabamento de pedra

Esse efeito fica muito bem em ambientes nos quais a cor branca predomina, já que a “pedra” costuma ser em cor escura. Dá para fazer uma parede inteira com o gesso apresentando esse acabamento ou apenas uma divisória; neste caso, indica-se que ela seja mais grossa.

    1. Incluir uma lousa

As tintas lousa proporcionam efeitos divertidos porque as pessoas podem escrever nessas divisórias e paredes e depois basta passar um pano macio para limpar. Vale a pena pintar uma parte da divisória ou da parede de gesso com a tinta lousa, que pode ser comprada em várias lojas de construção.

Arte e Forma – Gesso e Drywall

aef_gesso

A Arte e Forma Gesso e Drywall vem melhorando e aperfeiçoando cada vez mais seus serviços para melhor atender seus clientes. Estamos desde 1998 atuando neste ramo com atendimento de clientes em São Paulo – SP oferecendo o melhor preço para serviços de construção, reformas e decoração!

 

 

OFERECEMOS OS SEGUINTES SERVIÇOS COM QUALIDADE

Gesseiro em São Paulo

Profissional realiza trabalhos em gesso para a construção civil e afins. Realizando novas peças ou fazendo a manutenção (reboco) de peças existentes. Solicite um orçamento sem compromisso. Melhor preço com qualidade e menor tempo. Agilidade e qualidade com o melhor custo para reforma.

Drywall em São Paulo

Placa de gesso ou Drywall, que significa em português “parede seca”, é uma tecnologia que substitui as vedações internas convencionais (paredes, tetos e revestimentos) de edifícios de quaisquer tipos, consistindo de placas de gesso aparafusadas em estruturas de perfis de aço galvanizado. Prestamos Serviços em drywall ou gesso acartonado para construção de paredes internas, divisórias, tetos, forros e sancas.

Forro de Gesso em São Paulo

O Forro de Gesso tem sido muito usado por arquitetos para reformas, pois com ele é fácil de corrigir imperfeições das lajes e vigas, além disso oferece flexibilidade no projeto de iluminação e também da acústica, podendo ser usada placas especiais ou placas de gesso duplas, juntamente de outros materiais, como a fibra mineral. Somos uma empresa especializada em forro e texturas e prestando serviços para os principais arquitetos do estado de São Paulo – SP.

Sanca de Gesso em São Paulo

A Sanca de Gesso é uma moldura feita normalmente de gesso e instalada no ponto em que o forro e a parede. Tipos: Divisórias de Madeira, Divisórias de Vidro e Forros diversos. Para comprar divisórias e forros em São Paulo SP, solicite um orçamento agora. Oferecemos divisórias e forros das mais diversas opções para empresas e residências. Realizamos o orçamento no local. Consulte opção de parcelamento no cartão.

  • Execução de forros de gesso acartonado com estrutura metálica.
  • Execução de forros com placas de gesso
  • Execução de forros removíveis (tipo vid, lã mineral, isopor e pvc).
  • Execução de paredes/divisórias de gesso acartonado (dry wall) com estrutura metálica.
  • Execução de isolação acústica.
  • Execução de sancas em vários formados.
  • Execução de lareiras (decoração em gesso).
  • Execução de colunas.
  • Execução de estantes.
  • Execução de vitrais para colocação de vidros.
  • Execução de molduras e barrados em vários tamanhos e modelos.
  • Execução de gesso liso.
  • Execução de elétrica.
  • Execução de pintura e textura.
  • Execução de construções e Reformas (Civil).

Abaixo temos um pequeno vídeo mostrando nosso trabalho

1 2 3
Orçamento?
Envie por WhatsApp